top of page
  • Foto do escritoriZZi-Bot

Ações europeias registram melhor semana em quase oito meses

As ações europeias registraram seu melhor desempenho semanal em quase oito meses nesta sexta-feira, em grande parte impulsionadas por apostas de aumentos menores de juros pelo Federal Reserve e flexibilização das restrições contra a Covid-19 na China.

O índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,1%, a 432,26 pontos, máxima em 11 semanas, com serviços financeiros, mineração e ações de varejo na liderança dos ganhos.


O índice registrou ganhos semanais de 3,7%, principalmente depois que dados divulgados na quinta-feira mostraram que os preços ao consumidor dos Estados Unidos arrefeceram mais do que o esperado em outubro, levando a expectativas de que o banco central norte-americano possa moderar o tamanho de seus movimentos futuros na taxa básica de juros.

Além disso, notícias de que a China flexibilizou algumas de suas rígidas regras contra a Covid-19 manteve o sentimento positivo dos investidores, o que impulsionou as ações de mineradoras e varejistas de artigos de luxo.

Os recursos básicos europeus subiram 2,6% com o avanço dos preços dos metais básicos.


Uma temporada de balanços corporativos positivos e expectativas de incrementos de juros menores pelo banco central dos EUA ajudaram o índice de referência europeu a estender os ganhos para a quarta semana consecutiva, conforme investidores deixaram de lado as preocupações sobre a economia europeia entrar em recessão.

Em Londres, o índice Financial Times recuou 0,78%, a 7.318,04 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 0,56%, a 14.224,86 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 ganhou 0,58%, a 6.594,62 pontos.

Em Milão, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,25%, a 24.455,57 pontos.


Em Madri, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,43%, a 8.098,10 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,66%, a 5.739,34 pontos.


bottom of page