top of page
  • Foto do escritoriZZi-Bot

BDM Morning Call

DEVAGAR, QUASE PARANDO – Quando nem mesmo a chance de o Fed pegar mais leve a partir de setembro anima os mercados, é porque o medo de recessão continua batendo forte à porta de NY, como aconteceu na última 6ªF.


... O dia foi marcado por uma rodada de leituras preliminares da atividade econômica apontando contração nas principais economias desenvolvidas em julho, o que trouxe de volta à tona o receio de que o mundo esteja parando.


... Nos EUA, o PMI composto veio abaixo de 50 pontos. Caiu de 52,3 em junho para 47,5 em julho, para o menor nível em mais de dois anos. Assim que o dado saiu, os juros dos Treasuries renovaram mínimas atrás de mínimas.


... O retorno da Note de 10 anos furou a linha de 2,80%. Terminou a 2,774%, de 2,906% na véspera. Os outros yields fecharam abaixo de 3%: o do bônus de 2 anos a 2,986%, de 3,095%, e dos Treasuries de 30 anos a 2,980%, de 3,065%.


... O indicador fraco levou o DXY a recuar 0,16%, a 106,730 pontos. O euro (-0,20%, a US$ 1,0205) só não subiu, porque também os PMIs compostos do bloco europeu (49,4) e da Alemanha (48) vieram inferiores a 50 pontos.


... Faltou força para a libra (-0,04%, a US$ 1,1993). Já o iene (136,12/US$) avançou, porque andou caindo demais.


... Pela avaliação da consultoria Capital Economics, os PMIs indicam que a zona do euro está à beira de entrar em recessão. Mas Lagarde (BCE), agora, diz que subirá o juro pelo tempo que for preciso para acomodar a inflação à meta.


... Já a especulação de que o risco de recessão nos EUA pode limitar futuramente as ações do Fed não conseguiu assegurar otimismo nas bolsas em NY, porque a fraqueza da atividade econômica prevalece como preocupação.


... Além disso, o pessimismo com o balanço da Snap (-39,08%) provocou efeito dominó nos papéis de tecnologia que divulgam os seus resultados esta semana: Meta (-7,59%), Alphabet (-5,63%), Amazon (-1,77%) e Apple (-0,81%).


... O Dow Jones caiu 0,43%, aos 31.899,29 pontos; o S&P500 recuou 0,93%, aos 3.961,63 pontos; e o Nasdaq perdeu 1,87%, aos 11.834,11 pontos. Na semana, porém, os índices subiram 1,95%, 2,55% e 3,33%, respectivamente.


Rosa Riscala e Mariana Ciscato

Comments


bottom of page