top of page

BDM Morning Call - 10/10/22

Risco de terceiro turno deve ampliar cautela

... Feriado de Columbus Day fecha os negócios com Treasuries hoje em NY, mas as bolsas funcionam normalmente. Na China, os investidores estão de volta após a Golden Week, que recupera a liquidez nas commodities. Na agenda dos indicadores, o CPI nos EUA (5aF) é o mais esperado, após o payroll reforçar a expectativa de um novo aumento de 75 pb do juro. Já na 6aF, balanços de bancos americanos abrem a temporada do 3Tri em Wall Street. Aqui, antes do feriado de Aparecida, que fecha a B3 na 4aF, o IPCA de setembro vem com deflação amanhã (3aF), enquanto o cenário eleitoral tende a ampliar a cautela, após o último Datafolha mostrar o País dividido ao meio e uma disputa acirrada entre Lula e Bolsonaro. O risco de “terceiro turno” já é considerado com maior probabilidade.

... Divulgada no fim da tarde de 6aF, a diferença de apenas cinco pontos entre os dois candidatos (49%, Lula, e 45%, Bolsonaro) aponta para um resultado incerto e até mesmo para a chance de virada, segundo o pesquisador Mauro Paulino. ... Isso significa não apenas uma campanha mais tensa, mas aumenta a possibilidade de contestação das urnas no dia 30, se a derrota de um ou outro ocorrer por margem pequena de votos. Confusão é tudo o que o mercado não quer. ... Os números reanimaram os eleitores de Bolsonaro, que voltou a prever uma vitória com mais de 60% no segundo turno. No domingo, o presidente deu esse resultado como uma “certeza”, afirmando que “não tem como ser diferente”. ... Bolsonaro também lançou dúvidas sobre a apuração na Bahia: “Falam muito que o Nordeste é reduto do PT, no meu entender não é mais. Não teve festa lá com 2/3 dos votos para Lula. Não justifica isso. Então, foi bastante esquisito esse resultado”. ... Em paralelo, tomou conta do noticiário e das redes sociais a proposta bolsonarista de elevar o número de ministros no STF, de modo a acelerar indicações e formar maioria favorável ao governo, como fez Chávez na Venezuela para dominar a Corte. ... A tese bastante polêmica já é discutida abertamente na campanha, apesar de ferir cláusula pétrea da Constituição. ... A ideia não é nova, mas ganhou força com a eleição de parlamentares bolsonaristas, principalmente, no Senado, que ainda era uma frente de resistência a Bolsonaro, enquanto Lira já garantia a Câmara. Das 27 cadeiras disputadas na Casa, levaram 20. ... Desde 6aF, Bolsonaro admitiu mais de uma vez que pode levar adiante o plano de aumentar em cinco magistrados os ministros do STF, de 11 para 16. Em entrevista à Veja, num podcast no Youtube e a jornalistas no Alvorada. ... Afirmando que o STF está com “superpoderes”, disse que “a nova composição do Senado vai dar o equilíbrio que falta”. Disse ainda que “é impossível eu governar mais quatro anos com o Supremo agindo com ativismo judicial”. ... Os ataques frequentes ao Supremo justificariam a narrativa bolsonarista para uma mudança constitucional. ... Em coletiva ontem à noite, reafirmou que deixará “em aberto” a possibilidade de enviar uma proposta ao Congresso. “Devo conversar com a presidente do STF após as eleições. Uma boa conversa com a senhora Rosa Weber, a gente sai pacificado.” ... Dizendo que não quer “afrontar ninguém”, nem apresentar proposta que “deixe chateado outro poder”, Bolsonaro declarou que “o Congresso [já] está pacificado” e “o Judiciário vai fazer o seu papel”. “Chega de problema, de conflito”. ... O preço dessa “pacificação” no Congresso foi dado por outra declaração do presidente mais cedo no podcast bolsonarista: “Tu acha que o Parlamento vai acabar com isso?”, perguntou ele ao ser questionado sobre o orçamento secreto. ... Na 6aF, o vice Hamilton Mourão, um dos eleitos para o Senado, confirmou à GloboNews que as mudanças no STF estão na pauta, defendendo, além de um número maior de ministros, a fixação de mandatos e a idade de aposentadoria. ... Segundo ele, há uma “invasão contumaz” do Executivo e Legislativo, “algumas vezes rasgando aquilo que é o processo legal”. ... Bolsonaro já nomeou dois magistrados para a Corte no primeiro mandato, Kassio Nunes Marques e André Mendonça, e terá a nomeação de mais dois magistrados em 2023, se for eleito, para os lugares de Rosa Weber e Ricardo Lewandowski. ... Enquanto o presidente abre o jogo com propostas que atraem o eleitorado mais conservador, Lula não parece preocupado em moderar o discurso para quem pretende votar nele a contragosto, ou apenas como opção anti-Bolsonaro. ... O candidato do PT continua desafiando os nervos do mercado se negando a antecipar detalhes sobre a política econômica de um eventual governo e a definir uma alternativa fiscal para o teto de gastos. Insiste que é responsável e não precisa de lei. ... Hoje, Lula deve se encontrar com os economistas do Plano Real que apoiaram sua candidatura, mais preocupados com o risco democrático que enxergam em um segundo mandato de Bolsonaro, como a mudança cogitada no STF. E GASTA-SE COM A ELEIÇÃO – Só uma semana de campanha no segundo turno, e o governo já anunciou medidas de cunho eleitoral que somam R$ 15,7 bilhões, de acordo com cálculos de técnicos da equipe econômica ouvidos pelo Globo. ... Isso sem considerar a promessa de 13o para as mulheres que recebem o Auxílio Brasil, que só pode ser adotada em 2023. ... Na 6aF, o governo anunciou que pagará uma parcela extra do auxílio-taxista, que, desde agosto, recebem R$ 1 mil por mês. Além disso, vai antecipar do dia 22 para o dia 18 o pagamento do benefício a esses profissionais e a caminhoneiros. ... Isso repete o que ocorrerá com os beneficiários do Auxílio Brasil, que receberam R$ 12 bilhões antecipadamente este mês. ... Mais R$ 1 bilhão serão gastos até o fim do ano com a inclusão de 500 mil pessoas que estava na fila do Auxílio Brasil. ... Ainda a partir de hoje a Caixa começa a oferecer crédito consignado aos beneficiários do Auxílio Brasil, enquanto se prepara para renegociar até R$ 1 bilhão de dívidas em atraso e cortar os juros para micro e pequenas empresas. ... Para Sérgio Vale, economista da MB Associados, há um flagrante de irresponsabilidade fiscal em curso, o que só faz crescer a fatura a ser paga pelo vencedor da eleição. “Bolsonaro está fazendo o possível e o impossível para assumir a liderança.” AGENDA – Os combustíveis mais baratos, diante dos últimos cortes anunciados pela Petrobras, devem garantir a terceira deflação seguida para o IPCA de setembro (amanhã, 3aF), de 0,32%, na mediana de pesquisa Broadcast. ... No acumulado de 12 meses, a previsão é de que a inflação oficial desacelere para 7,13% (mediana), contra 8,73% até agosto, ainda estourando de longe o teto da meta (5%). No 3Tri, o IPCA deve ser o menor do Plano Real, de -1,35%. ... O ritmo de deflação vem perdendo força (-0,68% em julho e 0,36% em agosto), mas não impede que o IPCA seja usado como capital político importante na pauta eleitoral, ainda que o BC continue lançando alertas ao mercado. ... Na última 6aF, em palestra fechada da Câmara de Comércio Brasil-EUA, em Miami, Campos Neto recomendou cautela com a inflação, neste momento de mudanças na oferta global, que tornam as pressões inflacionárias mais persistentes. ... “O caminho para a redução da inflação é não-linear”, disse RCN. Além do cuidado com a inflação, ele citou a necessidade de que o arcabouço fiscal tenha limites e que sejam feitas políticas para fortalecer o lado da oferta. ... Além do IPCA, serão conhecidas esta semana as primeiras prévias de outubro do IPC-S (hoje, às 8h) e IPC-Fipe (3aF). ... Na 6aF, sai o volume de serviços em agosto. As vendas do varejo no mesmo mês (-0,1%), divulgadas na 6aF, registraram o terceiro mês consecutivo de perdas, mas a queda foi menor do que a estimativa dos analistas (-0,3%). ... Guedes estará em Washington na semana para reuniões do FMI, Banco Mundial e G20. Aproveitará a viagem para emplacar o candidato do Brasil à presidência do BID. O nome ainda não foi revelado para evitar desgaste antecipado. BRASÍLIA – O presidente da Câmara, Arthur Lira, promete pautar esta semana os projetos que preveem punição aos institutos de pesquisa por oscilações fora da margem de erro e disse que pode instalar uma CPI, se houver “fato determinado”. LÁ FORA – O ponto alto da semana é o CPI dos EUA em setembro, na 5aF. A previsão é que o núcleo desacelere de forma marginal, de 0,6% para 0,5% contra agosto. Mas a inflação ao consumidor na base anualizada deve acelerar de 6,3% para 6,6%. ... Para o índice cheio, as previsões são de alta de 0,1% para 0,3%, na margem, de 8,3% para 8,1% (ano a ano). ... O PPI sai um dia antes, na 4aF, quando as expectativas para os juros ainda podem ser influenciadas pela ata do Fomc. ... Depois de o payroll ter reforçado a convicção sobre a continuidade do ritmo agressivo do aperto monetário nos EUA, o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans (10h20) e a vice de Powell, Lael Brainard (14h), falam hoje. ... Os dois têm tudo para insistir no discurso recorrente de que o juro tende a subir mais 75 pontos em novembro. ... Entre os outros grandes BCs, a reunião anual do IIF contará esta semana com a participação da presidente do BCE, Christine Lagarde, e do presidente do BoJ, Haruhiko Kuroda, ambos na 4aF, além de Andrew Bailey (BoE), amanhã, 3aF. ... Na rápida escalada depois dos recentes cortes promovidos pela Opep+, com o contrato do barril do Brent já acima dos US$ 97, o petróleo acompanha os relatórios mensais da Opep (4aF) e da AIE (5aF) sobre o mercado da commodity. ... Os BCs do Chile (4aF) e da Coreia do Sul (amanhã, 3aF) realizam decisões de política monetária esta semana. BALANÇOS – Três grandes bancos norte-americanos (JPMorgan, Wells Fargo e Citigroup) soltam resultados na 6aF, iniciando a temporada de balanços do 3Tri, que deve movimentar Wall Street. CHINA – A inflação ao consumidor (CPI) e produtor (PPI), além da balança comercial de setembro, saem 5aF à noite. COREIA DO NORTE – O líder do país, Kim Jong-un, classificou os oito lançamentos de mísseis balísticos das últimas duas semanas como exercícios "táticos nucleares". O governo prometeu novas demonstrações de capacidade atômica. GUERRA DA UCRÂNIA - Putin acusou neste domingo o serviço secreto ucraniano de ter provocado a forte explosão que danificou a ponta da Crimeia. O presidente russo classificou o incidente de "ato terrorista" do governo de Kiev. DESENCANTOU – O Ibovespa resistiu até o limite a uma realização de lucro, chegando perto dos 118 mil pontos na máxima do pregão de 6aF, antes da virada negativa desencadeada pela Vale, que havia escalado 4% mais cedo. ... O índice à vista encerrou o rali eleitoral e fechou em queda de 1,01%, aos 116.375,25 pontos, com giro de R$ 36 bilhões. A correção não impediu, porém, que a bolsa ainda fechasse a semana com ganho acumulado de quase 6%. ... Apesar do ajuste negativo na 6aF, o Ibovespa ainda caiu bem menos do que os mercados em NY (abaixo). Dois gatilhos parecem amortecer a queda: a disparada do petróleo e a composição mais conservadora do Congresso. ... As forças políticas esvaziam as chances de um “cheque em branco” de Lula, no cenário eleitoral muito dividido. ... A realização do último pregão foi puxada pelo anticlímax da Vale, que passou boa parte do pregão sob uma onda compradora de bancos estrangeiros, mas inverteu a festa no meio da tarde, surpreendida pela investida da Cosan. ... A gigante sucroalcooleira anunciou a compra de 4,9% das ações da mineradora e se tornou uma de suas principais acionistas, junto com a Previ (8,6%), o fundo estrangeiro Capital (6,69%), a BlackRock (6,33%) e Mitsui (5,99%). ... A Cosan informou que deseja atingir uma participação de 6,5% na Vale, com a adição de uma fatia de 1,6% que ainda depende de sinal verde do Cade, podendo inclusive ser convertida em participação direta na mineradora. ... Em teleconferência na noite de 6aF, o vice-presidente de estratégia da Cosan, Marcelo Martins, disse que a intenção inicial era só anunciar a transação com a Vale no fim de semana, mas que um possível vazamento antecipou os planos. ... As ações da Cosan (ON, -8,72%) registraram a pior queda do Ibov e Vale zerou os ganhos (ON, -0,05%, R$ 75,51). ... Também faltou fôlego para os papéis da Petrobras (PN, -0,09%, a R$ 33,63; e ON, -0,50%, a R$ 37,44), apesar de o petróleo ter ido em frente nos ganhos, atropelando o cenário de aperto monetário global e o risco de recessão. ... Ainda como resposta ao corte de 2 milhões de bpd pela Opep, o Brent para dezembro driblou o dólar forte e subiu 3,71%, a US$ 97,92 por barril na ICE londrina, chegando ao fim da semana passada com ganho acumulado de 15%. ... O petróleo perto de US$ 98 amplia as pressões para a Petrobras compensar a diferença na paridade de preços, apesar das orientação do Palácio do Planalto para a estatal não aumentar os combustíveis antes do segundo turno. ... Entre os bancos, Bradesco caiu forte (ON, -2,42%, a R$ 16,92; e PN, -2,38%, a R$ 20,47), após o JPMorgan rebaixar a recomendação para neutra, sem reduzir o preço-alvo, citando trimestre mais desafiador de qualidade de ativos. ... Itaú (+0,21%, a R$ 29,32) e BB (ON, +0,22%, a R$ 40,66) subiram pouco e Santander unit caiu 0,97% (R$ 31,53). ... Cielo teve a maior valorização do dia (+2,75%), à espera de um balanço forte no próximo dia 30. ... Em seguida, Tim ON avançou 1,66%, a R$ 12,22, um dia após a companhia, a Vivo e a Claro conseguirem postergar por 10 dias o depósito de R$ 1,5 bilhão referente à discussão sobre os valores finais da compra da rede móvel da Oi. O RANGE COMPORTADO – Nem mesmo a inesperada queda na taxa de desemprego nos EUA em setembro, que puxou o índice DXY lá fora (+0,47%), sensibilizou o dólar a desgarrar da estabilidade por aqui (+0,05%, a R$ 5,2125). ... O real continua muito resistente a devolver os ganhos acumulados de 3,38% depois do resultado do 1o turno. A onda direitista no Congresso esvazia a chance de guinadas econômicas radicais, caso Lula vença a eleição apertada. ... Do mesmo modo, as chances de reeleição de Bolsonaro alimentam o discurso de suposto maior rigor fiscal. ... Chega a ser surpreendente o alívio do câmbio num momento que normalmente contrataria maior estresse, por conta da liquidez mais apertada, diante da postura mais agressiva do Fed e sensação de que a Selic chegou ao pico. ... Além do fator político, a força do petróleo favorece o real. Além disso, o fluxo externo continua entrando. Pelo último informe, na 4aF passada, entraram R$ 576,87 mi em investimentos estrangeiros na B3. No mês, são R$ 4,2 bi. ... No câmbio futuro, apesar da pressão externa, o dólar para novembro caiu 0,45% na 6aF, cotado a R$ 5,2245. ... O sangue-frio que o real tem demonstrado ajudou a amortecer a volatilidade do payroll na curva do DI. Com o dólar devolvendo os ganhos registrados mais cedo, à máxima de R$ 5,25, as os juros futuros fecharam com leve viés de alta. ... O DI para jan/24 subiu a 12,765% (contra 12,737% no pregão anterior); jan/25, 11,565% (de 11,556%); jan/27, 11,360% (de 11,343%); jan/29, 11,500% (de 11,489%); jan/30, 11,520% (de 11,524%); e jan/31, 11,600% (de 11,579%). IN FED WE TRUST – Junto com o petróleo perto de US$ 100, o mercado de trabalho ainda aquecido nos EUA, com a taxa de desemprego de volta às mínimas em 50 anos, revela que a inflação não deve dar trégua tão cedo. ... Esta avaliação não se trata exatamente de uma surpresa, pelo menos diante dos sucessivos alertas dos Fed boys sobre a necessidade de se manter o combate à inflação de modo agressivo. Mas NY agora está acreditando no Fed. ... Os mercados andaram esbanjando otimismo recentemente, diante das especulações de que o ritmo de aperto monetário já poderia começar a desacelerar. Mas já voltaram a cair na realidade de que a avaliação é prematura. ... O payroll, por exemplo, até apontou menor criação de vagas de emprego em setembro (263 mil) do que se esperava (270 mil) e também o crescimento doa salários (+0,31%) veio um pouco abaixo do que analistas previam (+0,40%). ... Mas as pressões inflacionárias seguem fortes e a volta da taxa de desemprego para 3,5%, contrariando o consenso de 3,7%, deu razão e argumento para o Fed continuar defendendo seu conservadorismo neste último trimestre. ... Ferramenta do CME mostra que a chance de mais uma dose de 75 pontos-base no juro dos EUA em novembro subiu para 81,6% depois do payroll, de 77,1% antes. A aposta nos 50 pontos esvaziou ainda mais, de 22,9% para 18,4%. ... As bolsas em Wall St. caíram forte, o DXY se aproximou dos 113 pontos e o juro da Note-10 tocou 3,9% na máxima. ... O Dow Jones fechou em queda de 2,11%, aos 29.296,79 pontos, o S&P 500 recuou 2,80%, a 3.639,66 pontos, e o Nasdaq perdeu 3,80%, a 10.652,40 pontos. Na semana, porém, ainda subiram 1,99%, 1,51% e 0,73%, respectivamente. ... A perspectiva de que o Fed continuará duro reforça as preocupações quanto a um cenário de recessão. ... O yield da Note-2 anos subiu a 4,312%, de 4,220%, e o de 10 anos fechou a 3,883%, contra 3,818% no dia anterior. ... No câmbio, o índice DXY, termômetro do dólar contra outras seis moedas fortes, registrou alta de 0,48%, a 112,795 pontos. O euro caiu 0,56%, para US$ 0,9738, a libra perdeu 0,75%, a US$ 1,1069, e o iene recuou a 145,40/US$. EM TEMPO... PETROBRAS divulgou comunicado em que afirma que não há, até o momento, “qualquer decisão ou procedimento interno na companhia visando à substituição de membros da diretoria executiva”... ... Divulgação foi em resposta à CVM sobre reportagem de O Globo, segundo a qual, para tentar segurar e até reduzir preços dos combustíveis em meio à corrida eleitoral, governo estaria tentando trocar 3 diretores da estatal. VALE divulgará o seu relatório de produção daqui a uma semana (dia 17). O balanço está marcado para dia 27. AZUL. Tráfego de passageiros consolidado (RPKs) aumentou 11,3% em setembro na comparação anual, frente a um aumento de 11,7% da capacidade (ASKs), resultando em uma taxa de ocupação de 79,1%, redução de 0,3 pp. ECORODOVIAS. Volume de tráfego consolidado nas rodovias administradas pela companhia caiu 7% em setembro ante o mesmo mês de 2021; número consolidado passou de 34.865 para 32.439 veículos. ENEVA disse estar em avaliação preliminar para aquisição de participação na IBV Brasil Petróleo e fatia minoritária direta na concessão BM-SEAL-11, operada pela Petrobras, no âmbito do processo de insolvência da VOVL. BANCO DO BRASIL mudou o comando de sua subsidiária nos EUA, o BB Americas; João Fruet, que ingressou no BB em 1987, assumiu a posição neste mês, no lugar de Carlos Omine, que se aposentou após 36 anos de casa. AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS! *com a colaboração da equipe do BDM Online

Rosa Riscala e Mariana Ciscato

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

© 2022 Midia Briefing

Comentários


Os comentários foram desativados.
bottom of page