top of page

BDM Morning Call - 28/09/22

Fala de Powell gera grande expectativa

... É mais fraca a agenda de indicadores hoje, tanto aqui como lá fora, mas falas públicas de Lagarde, Powell e de mais quatro Fed boys, inclusive Bullard, mobilizam a atenção dos investidores globais. Enquanto no Brasil o mercado embarca no otimismo com a desinflação, no resto do mundo e nos Estados Unidos a preocupação é cada vez maior. Sucessivos alertas de dirigentes do BC americano são recebidos aos sobressaltos, como prognósticos de possível recessão, que puxam os juros dos títulos de 10 anos às máximas em mais de uma década, derrubam as bolsas e fortalecem o dólar. A insegurança toma conta de Wall Street, que opera no escuro, sem saber até onde pode ir o aperto monetário. Por isso, é grande a expectativa por Powell, às 11h15.

... Nesta 3aF, novos e duros recados foram dados por Neil Kashkari (Fed/Minneapolis) e James Bullard (Fed/St. Louis). ... O primeiro disse que o Fed “ainda não está vendo progressos na inflação, apesar de se mover em um ritmo apropriadamente agressivo”. E o segundo previu que o juro deve ir a 4,5%, admitindo que “há riscos de recessão” nos Estados Unidos. ... No início da noite, foi a vez de Patrick Harker (Fed/Filadélfia) qualificar a inflação de moradia e alimentos como “alarmante”. De seu lado, Mary Daly calculou que metade da inflação é causada por excesso de demanda. ... Assim, a tentativa de reação dos ativos aos tombos da véspera acabou sendo frustrada, com mais quedas das bolsas em NY e mais vendas de títulos. Aqui, o Ibovespa e o dólar acompanharam a cautela, enquanto o DI se regalava com o IPCA-15. ... Com deflação de 0,37%, perto do piso das estimativas (-0,39%), os juros futuros desprezaram a mensagem de vigilância da ata do Copom, avançando nas apostas de corte da taxa Selic em meados do primeiro semestre de 2023 (abaixo). ELEIÇÕES – No cenário eleitoral, a quatro dias do primeiro turno, uma onda de apoios a Lula, ou anti-Bolsonaro, agita os últimos dias de campanha, com o suspense concentrado em uma definição para a Presidência da República já no domingo. ... Além do vídeo gravado pelo ex-ministro do STF Joaquim Barbosa, algoz do PT no Mensalão, as adesões a Lula incluíram André Lara Resende, Rubens Ricupero, Bresser Pereira, José Carlos Dias, Claudia Costin, Aloysio Nunes e Paulo Sérgio Pinheiro. ... Novos recortes da pesquisa Ipec (ex-Ibope) nos Estados mostram que Lula está à frente nos três maiores colégios eleitorais no País: passou Bolsonaro no RJ (42% a 36%), ampliou a vantagem em MG (49% a 31%) e lidera em SP (44% a 33%). ... No início da madrugada, o levantamento da Genial/Quaest apontou que Lula pode ser eleito no 1o turno, com 50,5% dos votos válidos contra 36,3% de Bolsonaro, que tem 55% de rejeição ante 44% do ex-presidente. ... Ontem à noite, em jantar com 137 empresários e representantes do mercado financeiro em SP, Lula foi “muito aplaudido”, segundo o anfitrião João Camargo, fundador do Grupo Esfera, acrescentando que “o pessoal saiu tranquilizado”. ... Em clima ameno, como apurou o Broadcast, Lula falou poucos minutos, pediu o compromisso dos empresários para acabar com a fome e quis ouvir sugestões, que convergiram para a definição de uma economia melhor. ... Pesos pesados do PIB participaram, entre os quais, Benjamin Steinbruch (CSN), Abílio Diniz (Carrefour), André Esteves (BTG), Flávio Rocha (Riachuelo) e Luiz Henrique Guimarães (Cosan), que representou o setor do agronegócio. ... Mais cedo, em entrevista ao SBT, Lula disse que a reforma tributária “é um compromisso de campanha”, que a independência do BC “não é um problema”, que Campos Neto é um “economista competente” e que quer conversar com ele depois. ... O candidato do PT reafirmou sua firme intenção de acabar com a política de paridade da Petrobras, defendendo um “preço justo” para a gasolina. Insistiu que a Petrobras faz prospecção em real, refina em real e “precisa que o preço seja em real”. BOLSONARO – Enquanto a estratégia da campanha de Lula é tentar a vitória no primeiro turno, o presidente pregou ontem em sua live contra o voto útil, pedindo aos eleitores para não anularem e não votarem em branco. ... Bolsonaro voltou a dizer que não acredita nas pesquisas e elevou o tom contra o ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE, após a quebra de sigilo bancário do tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, ajudando de ordens do Executivo. ... “Alexandre, você mexer comigo é uma coisa, [mas] mexer com a minha esposa? Você ultrapassou todos os limites. Tu estás pensando o quê da vida? Que você pode tudo? E tudo bem? Você um dia vai dar uma canetada e me prender?” ... A decisão de Moraes ocorreu após a PF encontrar no celular do assessor de Bolsonaro mensagens que levantaram suspeitas sobre transações financeiras feitas no gabinete do presidente, envolvendo despesas da primeira-dama, Michelle. CASA BRANCA – Os Estados Unidos vão “monitorar” as eleições brasileiras e condenaram “atos recentes de violência”, pedindo eleições de forma “livre, justa, limpa e confiável” no domingo, em declaração da secretária de imprensa, Karine Jean-Pierre. MAIS AGENDA – Campos Neto (BC) tem fala já gravada para a abertura de evento sobre fintechs, às 9h. O diretor de Regulação do BC, Otavio Ribeiro Damaso, palestra no mesmo evento na parte da tarde (14h30). ... O BC divulga as notas de crédito de julho e agosto (9h30), além dos dados semanais do fluxo cambial, às 14h30. No mesmo horário, o Tesouro divulga o relatório mensal da dívida pública de agosto, que será comentado às 15h. LÁ FORA – Pouco antes de Powell discursar em evento organizado pelo Fed de St. Louis, o falcão James Bullard (vota) participa do evento (11h10). Ainda hoje, falam Raphael Bostic (9h35), Michelle Bowman (12h) e Charles Evans (15h). ... Entre os indicadores nos EUA, saem as vendas pendentes de imóveis em agosto (11h) e os estoques de petróleo do DoE (11h30), que têm previsão de -300 mil barris, contra estimativa de alta de 4,2 milhões apontada pelo API. ... Logo cedo (4h30), a presidente do BCE, Christine Lagarde, participa de fórum na Alemanha. PETRÓLEO – A Comissão Europeia vai propor hoje (9h30) um teto de preço para a commodity russa e um novo pacote de sanções contra o governo do Kremlin, disseram altos funcionários e diplomatas ao site Político. ... Durante a madrugada, o petróleo registrava desvalorização próxima de 1,5% nas negociações eletrônicas. A PROVOCAÇÃO CONTINUA – O DI voltou a precificar corte na Selic no 1o semestre de 2023, em nova disputa de força com o BC, que já tentou convencer o mercado a jogar mais para a frente o início do relaxamento monetário. ... Os esforços do comitê de Campos Neto para esvaziar uma redução prematura do juro básico já foram esnobados pelos traders no comunicado do Copom, na semana passada, e foram novamente desprezados ontem na ata. ... O texto repetiu a mensagem hawkish do comunicado, mas não conseguiu sensibilizar a curva a termo a apostar em juro menor mais tarde. Tampouco os economistas deixaram de apostar que o desaperto virá mais cedo. ... Em pesquisa Broadcast depois da ata, 20 das 32 instituições consultadas (59%) apontam que o começo do ciclo de cortes deve ocorrer no 2TRI. Outras 11 preveem o início das reduções no 3TRI (31%) e uma única aposta no 1TRI. ... A surpresa positiva da maior deflação do mês para o IPCA-15 em 24 anos e o alívio na leitura dos dados abertos jogaram contra a tentativa do BC de transmitir a comunicação mais dura, de que a Selic deve demorar para cair. ... Sob o efeito artificial das desonerações tributárias, o índice de difusão do IPCA-15 de setembro caiu abaixo de 60%, a 59,95% (de 65,12% em agosto), e a inflação em 12 meses desacelerou para 7,96%, contra 9,60% em agosto. ... Segundo o Barclays, o IPCA-15 dá sinais de que pico dos núcleos de inflação pode ter ficado para trás e o viés é de baixa para a estimativa de IPCA do ano, de 6%, mesma projeção do Itaú, que também colocou viés baixista. ... Na ata, o BC esclareceu que, caso a desoneração de impostos federais sobre os combustíveis seja mantida em 2023, voltará a enfatizar horizontes que incluam o primeiro trimestre de 2023 na estratégia de política monetária. ... Atualmente, o horizonte relevante do Copom inclui os anos de 2023 e, em menor grau, o 1TRI de 2024. ... O “miolo” da curva do DI, que melhor reflete as expectativas para o próximo ciclo da Selic, desafiou o exterior negativo e a ata do Copom considerada dura, aliviado pela queda maior do que a mediana (-0,20%) do IPCA-15. ... Jan/24 se afastou de 13%, a 12,780% (de 12,948%); jan/25 caiu a 11,590% (11,827%); jan/27, 11,545% (11,688%); jan/29, 11,710% (11,819%); e jan/31, 11,800% (11,899%). Na ponta curta, o jan/23 recuou a 13,680% (13,706%). ... No câmbio, o IPCA-15 colaborou para tirar pressão do câmbio. Porém, a proximidade das eleições limitou o espaço para uma queda mais expressiva do dólar à vista, que fechou praticamente estável (-0,09%, cotado a R$ 5,3765). ... Esta semana, o câmbio reproduz a volatilidade adicional da briga especulativa da ptax (6aF). ... No Valor, o gestor Luis Stuhlberger (Verde Asset), disse, em evento, que o valor justo do dólar à vista subiu de R$ 4,75 para R$ 5,35. No câmbio futuro, o contrato da moeda para outubro fechou em leve baixa de 0,27%, a R$ 5,3845. FICOU NA PROMESSA – À medida que NY reduziu as perdas, o Ibovespa também melhorou aqui. Mas, acompanhando o risk-off no exterior, ainda fechou em queda de 0,68%, aos 108.376,35 pontos, com giro de R$ 27 bi. ... A bolsa doméstica desprezou a sinalização positiva da nova deflação apontada pelo IPCA-15 de setembro. Além da piora de sentimento externa, o ambiente de tensão com as eleições no domingo atuam no pano de fundo. ... Principais vilões do dia entre as blue chips, os bancos voltaram a refletir cautela redobrada com a recessão nos EUA: Itaú (-0,94%; R$ 27,53); Bradesco PN (-0,81%; R$ 19,62); BB ON (-0,80%; R$ 38,54); e Santander unit, -0,53%. ... Vale descolou da alta de 1,13% do minério de ferro, virou e fechou em queda de 0,44% (R$ 67,70). Já Petrobras conseguiu ir no embalo do petróleo. O papel PN subiu 0,71%, a R$ 29,67, e ON registrou alta de 0,70%, a R$ 32,87. ... Após duas sessões de fortes perdas, o barril reagiu em alta firme à passagem do furacão Ian, que provocou a paralisação de 11% da produção de petróleo do Golfo do México. O Brent para novembro subiu 2,43%, a US$ 84,87. ... A expectativa fica por conta da reunião da Opep+, semana que vem (dia 5), que pode anunciar corte na produção. ... Pelo menos por ontem, o petróleo deixou de lado a percepção de que os aumentos agressivos de juros nas maiores potências econômicas vão desencadear a desaceleração da atividade e do consumo das commodities. ... Os preços do gás natural na Europa dispararam nesta 3aF, em meio à crise energética, após a detecção de vazamentos em tubulações do gasoduto Nord Stream, utilizado para transportar a commodity da Rússia à Alemanha. ... Vazamentos de gás de três oleodutos apareceram quase simultaneamente no Mar Báltico, levantando suspeitas de sabotagem entre autoridades dos EUA e Europa, na escalada no impasse energético entre Moscou e o Ocidente. ... “Há relatos indicando que isso pode ser resultado de ataque”, disse o secretário de Estado/EUA, Antony Blinken. ... A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, afirmou que qualquer "interrupção deliberada da infraestrutura energética europeia ativa é inaceitável e levará à resposta mais forte possível". ... A premiê da Dinamarca, Mette Frederiksen, disse que seu governo desconfia de “ações deliberadas”. De seu lado, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que era prematuro especular sobre explosões e sabotagem. ... Segundo analistas do Eurasia Group, a extensão dos danos nos gasodutos Nord Stream 1 e 2 pode impedir o transporte de qualquer gás para a Europa no inverno (dezembro a março), mesmo que haja vontade política. ... Os europeus tentam reduzir a dependência ao gás russo. O bloco europeu reduziu de 40% (antes da guerra com a Ucrânia) para 9% agora a parcela de obtenção do gás de gasoduto da Rússia. Mas a crise não deixa de preocupar. QUANTO MELHOR, PIOR – Indicadores melhores que o esperado nos EUA voltaram a assustar, junto com os novos alertas de dirigentes do Fed sobre a inflação, que projetam a agressividade da política monetária e risco de recessão. ... As vendas de moradias nos EUA bombaram 28,8% em agosto contra julho, contrariando a previsão de recuo de 2,2%. A confiança do consumidor subiu de 103,6 em agosto para 108 em setembro e superou a projeção (104,5). ... O S&P 500 tocou o menor nível intraday em dois anos, caindo pela sexta sessão seguida. No fechamento, recuava 0,21% (3.647,29 pontos). O Dow Jones perdeu 0,43% (29.134,99 pts). Só o Nasdaq se salvou (+0,25%, 10.829,50 pts). ... Entre os Treasuries, o juro da Note de 2 anos ficou praticamente estacionado, a 4,303%, de 4,308% no pregão anterior, mas o rendimento do título de 10 anos chegou perto de 4%, subindo para 3,976% (de 3,881%). ... A taxa do título de 30 anos do Tesouro bateu seu maior nível desde janeiro de 2014, a 3,861% (de 3,719%). ... O rali no mercado de bônus dá a medida de até onde o Fed pode chegar para derrotar a inflação desancorada. ... O dólar também não sai do high, diante do ambiente hawkish. O índice DXY, que compara o desempenho da moeda americana contra seis divisas fortes, fechou estável, mas se manteve na faixa dos 114,00 pontos (114,106). ... De seu lado, a libra caiu mais 0,38%, a US$ 1,0716, diante da recente crise econômica britânica, reforçada pelos planos fiscais de Liz Truss, que pressionam a inflação. Correm apostas de que o BoE dará 2 pp do juro em novembro. ... O vice-presidente do BCE, Luis De Guindos, não descartou crescimento negativo na zona do euro em 2023. ... Integrante do conselho do BCE, François Villeroy disse que a inflação está se tornando mais "ampla" e defendeu o processo de normalização monetária, mas afirmou que um ajuste forte não compensa o preço de uma recessão. ... Em meio à crise energética, o euro caiu 0,17%, a US$ 0,9590, e o dólar subiu a 144,84 ienes. Na Ásia, a Reuters reportou que a China prepara mudança no processo para fixar o yuan, com a intenção de desacelerar a queda. ... Na madrugada, o yuan chinês atingiu baixa histórica ante o dólar, que superou a marca de 7,2 yuans pela 1a vez desde que o sistema de negociações da moeda fora da China continental foi implementado, há mais de uma década. ... O movimento consolida queda de cerca de 12% do yuan offshore frente ao dólar este ano, apesar dos esforços do Banco do Povo da China (PBoC) para conter a desvalorização da moeda local. EM TEMPO... BTG PACTUAL informou que vai incorporar parte do patrimônio do Banco Sistema (antigo Bamerindus), que já é uma subsidiária integral do grupo, após a aprovação em assembleia geral de acionistas... ... O Banco Sistema foi cindido e o BTG vai incorporar um patrimônio avaliado em R$ 24,149 milhões; reorganização não resultará em aumento de capital do BTG e nem a necessidade de reformar o estatuto do banco. RAÍZEN aprovou o pagamento de R$ 326 milhões em dividendos, o equivalente a R$ 0,0315 por ação, no dia 13/10; ex a partir de 3/10. SUZANO concluiu programa de recompra de ações da companhia iniciado em 3/8; foram adquiridos 20 milhões de ações, cerca de 2,8% do total em circulação, ao preço médio de R$ 46,84 cada, somando R$ 937 milhões. GRUPO MATEUS. Fitch elevou o rating nacional de longo prazo da companhia de AA(bra) para AA+ (bra), com perspectiva estável. MILLS. UV Gestora de Ativos Financeiros reduziu participação no capital social da companhia de 5,01% para 4,99%, com 12.300.818 de ações ON.

Rosa Riscala e Mariana Ciscato

BDM Morning Call, [28/09/2022]

AVISO – Bom Dia Mercado, produzido pela Mídia Briefing, não pode ser copiado e/ou redistribuído.

© 2022 Midia Briefing

Kommentit


Kommentointi on poistettu käytöstä.
bottom of page