top of page
  • Foto do escritoriZZi-Bot

BDM Morning Call de 29/07/2022

BDM Morning Call de 28/07/202

INFLAÇÃO NOS EUA TESTA OTIMISMO COM FED

... Números do PIB e da inflação na zona do euro abrem o dia, após mais um trimestre negativo nos Estados Unidos, que acabou sendo recebido com alívio, por reforçar as expectativas de uma atuação mais suave do Fed nos juros. Hoje, os mercados têm a chance de conferir se a fragilidade da economia americana já faz efeito nos preços, com o PCE de junho (9h30). Em Wall Street, repercute, ainda, a festa de Apple e da Amazon no after hours, enquanto, aqui na B3, quem faz a festa é a Petrobras, que surpreendeu com dividendos e lucros acima do esperado. Já a Vale caiu após o balanço. Estão também na agenda desta 6ªF os dados do emprego da Pnad Contínua, no trimestre até junho, e o déficit do setor público consolidado referente a maio.

... Ontem, dados positivos das contas públicas somaram-se ao otimismo externo para projetar um quadro muito favorável aos negócios, com o superávit primário de R$ 14,4 bilhões do Governo Central em junho, o maior já registrado para o mês.

... O desempenho levou o secretário do Tesouro, Paulo Valle, a dizer que há “possibilidade real de superávit primário” este ano e ajudou a melhorar a percepção fiscal, junto com o repasse recorde de dividendos da Petrobras: R$ 87,8 bilhões.

... O adiantamento dos valores correspondentes a todo o ano de 2022 foi possível graças ao uso de reservas de lucro da estatal, de modo a atender ao pedido do governo para cobrir os custos das medidas eleitorais da PEC dos benefícios.

... Em fato relevante, a Petrobras esclareceu a origem dos dividendos que encantaram os investidores.

... Dos R$ 6,732003/ação que serão pagos em duas parcelas, R$ 3,909190/ação se referem à antecipação da remuneração aos acionistas relativa a 2022 e R$ 2,822813/ação com a conta de reservas de retenção de lucros no balanço/2021.

... A parte da União pode somar R$ 25,2 bilhões, elevando suas receitas com dividendos para o total de R$ 70,4 bilhões.

... No Estadão, a arrecadação com dividendos deve crescer mais e superar R$ 100 bilhões até o final do ano, garantindo a virada para o superávit nas contas públicas, como deseja o ministro Paulo Guedes. O último saldo positivo ocorreu em 2013.

... No mesmo jornal, no entanto, especialistas apontam que o possível superávit primário será um “soluço” e que os déficits nas contas públicas devem voltar com a economia mais fraca e menor demanda global por commodities em 2023.

... A diretora do IFI Vilma Pinto diz que a recuperação das receitas é sustentada, principalmente, pelos royalties da exploração do petróleo e dividendos de estatais. “Esse é um efeito de curto prazo e o choque das commodities pode ficar em 2022.”

... Além disso, o período eleitoral está contratando “bombas fiscais” para o início do próximo ano, entre elas, a manutenção do novo valor do Auxílio Brasil, de R$ 600, já garantida pelos dois candidatos, tanto por Lula como por Bolsonaro.

... O anúncio dos dividendos do 2Tri, que elevam o total de repasse aos acionistas neste ano a R$ 136,28 bilhões, já superando o valor integral de 2021 (R$ 101,39 bilhões), veio no mesmo dia em que a Petrobras voltou a reduzir o preço da gasolina.

... Juntando uma coisa e outra, o reforço do caixa do Tesouro com menor pressão inflacionária dos combustíveis, os juros futuros aprofundaram as quedas, contando ainda como a forte desvalorização do dólar, para a faixa de R$ 5,16 (leia abaixo).

O BALANÇO – Com lucro de R$ 54,3 bilhões no 2Tri, divulgado depois do fechamento, Petrobras superou todas as estimativas coletadas pela prévia do Broadcast com analistas de mercado, superando em 22,8% a média das previsões.

... O Ebitda de R$ 98,2 bilhões também ficou 22,25% acima da mediana. Já a receita veio mais próxima, em R$ 170,9 bilhões.

... Em carta divulgada junto ao relatório financeiro, o diretor financeiro e de relacionamento com investidores, Rodrigo Araujo Alves, disse na abertura do balanço que esse resultado “mostra a resiliência e a solidez da companhia”.


... No after hours em NY, os ADRs dispararam após o balanço, com o PBR (referente à ação ordinária) avançando para US$ 13,39, com alta de 3,40%, enquanto o PBR.A (equivalente ao papel preferencial) saltou para US$ 12,50 (+5,04%).

... Ajudaram o resultado os preços do petróleo, o câmbio e os desinvestimentos de ativos. Já o 3Tri poderá ser influenciado pela disputa eleitoral, com a Petrobras no alvo dos candidatos à Presidência e as incertezas sobre as commodities.

... Primeiro colocado nas pesquisas, Lula tem insistido que vai “abrasileirar” os preços dos combustíveis, colocando sob ameaça a política de paridade internacional, que vem garantindo os lucros elevados da companhia.

VALE – Enquanto Petrobras brilhou no after hours em NY, o ADR de Vale caiu após a divulgação do seu balanço do 2Tri, também ontem à noite. O recibo da ação ON fechou em queda de 1,17%, negociado em US$ 13,50.

... Embora o lucro da mineradora (US$ 4,903 bilhões) tenha vindo acima do esperado, o Ebtida (US$ 5,534 bilhões) decepcionou, ficando 8% abaixo da mediana. Já a receita líquida (US$ 157 bilhões) veio em linha com as estimativas do mercado.

... A queda no Ebitda refletiu a redução nos preços do minério de ferro e do cobre ao final do período.

... O conselho de administração da Vale aprovou o pagamento de dividendos no valor bruto de R$ 3,572056566/ação, dos quais R$ 2,032680337 como dividendos e R$ 1,539376229 como juros sobre capital próprio (JCP), totalizando R$ 16,243 bilhões.

MAIS BALANÇOS – Usiminas solta seu resultado antes da abertura dos negócios. Após o fechamento dos mercados, tem Raia Drogasil. Nos EUA, os resultados trimestrais das petroleiras ExxonMobil e Chevron saem agora pela manhã.

AMAZON – Ação disparou 13,62% no after hours, mesmo após divulgar prejuízo de US$ 2 bilhões no 2Tri (US$ 0,20/ação), mas a previsão de crescimento entre 13% e 17% das vendas no 3Tri animou os investidores.

APPLE – Também fez bonito no after hours (+2,97%), após reportar lucro líquido de US$ 19,442 bilhões (US$ 1,20/ação), acima das previsões. A companhia ainda registrou receita recorde, de US$ 83 bilhões, alta de 2% na comparação anual.

INTEL – Com prejuízo de US$ 0,5 bilhão, queda de 109% contra o 2Tri/21, tomou um tombo de 8,31% no after hours.

IOF – O governo anunciou que reduzirá as alíquotas do imposto que incidem nas operações de câmbio relativas à transferência para o exterior e saques em arranjos de pagamento internacionais. A medida consta de decreto a ser publicado no DOU.

... Segundo a Secretaria Geral da Presidência da República, passa a valer em 2023 e faz parte do processo de adesão do Brasil ao Código de Liberalização de Capitais da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

... Apesar do anúncio, o governo não detalhou o cronograma de redução das alíquotas.

... O Broadcast apurou que o calendário proposto pelo Ministério da Economia prevê a redução gradual da cobrança do IOF nas operações de câmbio. O decreto assinado pelo presidente Bolsonaro definiu o fim da incidência do imposto até 2029.

ELEIÇÃO – Com 52% dos votos válidos (exclui brancos e nulos) no Datafolha divulgado ontem à noite, Lula venceria no primeiro turno se as eleições fossem hoje. Considerando as intenções de voto, ele tem 47% contra 29% de Bolsonaro.

... Ciro Gomes (PDT) manteve o porcentual do último levantamento, com 8% das intenções. Simone Tebet (MDB) tem 2%.

... Uma surpresa foi o crescimento de 6 pp de Bolsonaro entre as mulheres. Ainda assim, perde de longe para o candidato do PT, por 46% a 27%. Bolsonaro também ampliou sua vantagem entre evangélicos: 43% a 33% de Lula.

... Entre os que recebem até dois salários mínimos, Bolsonaro ganhou três pontos porcentuais, para 23%. Lula tem 54%.

... Em simulação do segundo turno, Lula venceria com 55% contra 35% de Bolsonaro. O presidente Bolsonaro mantém a maior rejeição, com 53% dos entrevistados dizendo que não votam nele de jeito nenhum. A rejeição de Lula é de 36%.

MAIS AGENDA – O setor público consolidado (9h30) deve ter déficit de R$ 25,297 bilhões em maio, depois do superávit de R$ 38,876 bilhões em abril. O intervalo das apostas no Broadcast vai de -R$ 60 bilhões a R$ 20 bilhões.

... Antes, às 9h, sai a taxa de desemprego da Pnad contínua. A mediana do mercado indica queda para 9,3% no trimestre móvel encerrado em junho, de 9,8% no período até maio. As projeções vão de 9,0% a 9,8%.

LÁ FORA – Depois do PCE (9h30), saem nos EUA o PMI/ISM de Chicago (10h45), que deve desacelerar para 55 em julho, e a leitura final do sentimento do consumidor, medido pela Universidade de Michigan (previsão: 51,1).

... A preliminar do CPI de julho e o PIB/2Tri da zona do euro saem às 6h. Também é dia de PIB na Alemanha (5h), França (2h30) e Itália (5h). No final da tarde (17h), o BC da Colômbia anuncia decisão de política monetária.

LIGOU O TURBO – Petrobras brilhou com o dividendo trimestral recorde, que contagia o ânimo do governo e da Faria Lima também. Com o balanço positivo da noite de ontem, tudo indica que o alto astral pode persistir na abertura hoje.

... Simultaneamente ao otimismo vivido pela estatal, a injeção de ânimo em NY com a esperança de que o Fed não pegue tão pesado no juro puxa o Ibovespa (+1,14%), que conseguiu resgatar a faixa dos 102 mil pontos (102.596,66).

... A coisa anda tão feia para o giro na bolsa, que quando supera R$ 20 bi, como ontem (R$ 21,8 bi), já dá até alegria.

... Faltando só o pregão de hoje para entrar em agosto, o Ibovespa roda no melhor nível em mais de um mês, acumula ganho de 4,11% em julho e limita a perda do ano a 2,12%. Como a bolsa, também o real dá um sprint final (abaixo).

... Ofuscada pelo anúncio dos dividendos ontem, ficou em segundo plano a decisão da Petrobras de reduzir novamente o preço do litro da gasolina nas refinarias a partir de hoje em R$ 0,15, para R$ 3,71. Foi o segundo corte em nove dias.

... A redução não limitou o entusiasmo da estatal: o papel PN avançou 3,00% (R$ 32,29) e ON ganhou 2,12% (R$ 34,73). As ações pouco puderam contar com o petróleo, que operou sem fôlego, mas não impediu a festa por aqui.

... O Brent para outubro subiu muito de leve (+0,16%), a US$ 101,83, e o WTI para setembro caiu 0,86%, a US$ 96,42.

... O dólar fraco não foi suficiente para animar o barril e, ao contrário das bolsas em NY, que viram o quadro de recessão técnica pelo viés de alívio da política monetária, a commodity antecipou os riscos de consumo menor.

... Vale (ON, +0,24%, R$ 70,69) não quis arriscar antes do balanço, mas as siderúrgicas colaram no rali de quase 7% do minério: CSN Mineração, +2,91%; Usiminas PNA, +1,8%; CSN, 1,02%; Gerdau PN, +0,5%, e Metalúrgica Gerdau, +0,7%.

... A euforia desafiou os comentários de líderes da China de que a economia do país não será capaz de atingir a sua meta de crescimento de 5,5% este ano e que, mesmo assim, a política da covid zero será mantida por Pequim.

... Santander, que abriu a temporada dos balanços dos bancos, teve a maior alta ontem no setor, com elevação de 2,51%, a R$ 28,54. Já BB ON avançou 1,86%, Bradesco PN ganhou 0,75% (R$ 17,39) e Itaú subiu 0,64% (R$ 23,70).

REVIRAVOLTA NO CÂMBIO - Uma semana atrás, o dólar acumulava alta de 5% em julho, mas chega ao último pregão com queda mensal de 1,37%, após avançar 10% em junho. A zeragem rápida de posições compradas impressiona.

... Nas últimas 48h, os vendidos ganharam dois aliados de peso para defenderem hoje os seus interesses especulativos na disputa técnica da ptax: 1) a leitura de que Powell veio dovish; e 2) o PIB/2Tri que pôs os EUA em recessão técnica.

... A sensação de que o Fed pode aliviar a dose de alta do juro nas próximas reuniões tem encorajado os investidores a reduzirem as posições defensivas e partirem para os ativos de risco. Nesse contexto, o real vai se dando bem.

... Em seu perfil no Twitter, o economista-chefe do Instituto Finanças internacionais (IIF), Robin Brooks, escreveu que as moedas emergentes sofreram desde o início de junho com a aceleração do ritmo de aperto nos EUA para 75 pb.

... Mas "essa mudança 'hawkish' terminou ontem [4ªF] e os dados fracos do PIB de hoje [ontem] só reforçam esse quadro. A liquidação em moedas emergentes acabou e o real é o principal beneficiário", acredita o economista do IIF.

... É bom lembrar, porém, que antes mesmo de Powell ter dobrado o mercado com sinalizações lidas como menos agressivas, o dólar já caía esta semana, na maior prova de que os vendidos vieram com tudo para a briga da ptax.

... Dados da corretora Renascença veiculados pelo Broadcast mostram que os investidores estrangeiros reduziram as posições compradas em 16.600 contratos na 4ªF, passando a ter a "menor posição comprada desde fevereiro".

... Ontem, ainda o superávit fiscal e o salto do minério de ferro, com a perspectiva de retomada das siderúrgicas chinesas, atuou no pano de fundo para o real conquistar espaço. O dólar furou R$ 5,20 e foi parar em R$ 5,16.

... Fechou em baixa de 1,67%, a R$ 5,1633, perto da mínima do dia (R$ 5,1603) e bem longe da marca próxima de R$ 5,50, com que chegou a flertar há uma semana. No câmbio futuro, o dólar para agosto caiu 1,14%, a R$ 5,1875.

... O alívio combinado da moeda americana e dos juros dos Treasuries afundou o DI, que ainda repercutiu menor pressão inflacionária sinalizada pelo IGP-M de julho (+0,21%, abaixo do consenso de 0,30%) e pela queda da gasolina.

... Cálculos indicam que a decisão da Petrobras sobre a queda dos preços nas refinarias a partir de hoje pode tirar 0,17 pp do IPCA de agosto e do ano. Segundo a Garde Asset, a inflação de 2022 deve baixar para algo em torno de 6,8%.

... O BofA reduziu a projeção para o IPCA deste ano de 8,00% para 7,17%, mas fez o que todo o mercado está fazendo: puxou as estimativas para 2023, de 4,50% para 5,50%, já bem acima do teto da meta (4,75%).

... O efeito rebote da inflação no ano que vem, quando as medidas de desoneração tributária (teto do ICMS sobre combustíveis e energia elétrica) não estarão valendo mais, contrata pressão, sem falar na bomba do Auxílio Brasil.

... A piora da percepção fiscal coloca em xeque a intenção do Copom de encerrar o ciclo de aperto monetário na reunião da semana que vem, com juro a 13,75%, e tem desencadeado uma migração das apostas para 14% ou mais.

... A chance de o BC subir o juro em meio ponto na próxima 4ªF é praticamente unânime em pesquisa Broadcast (49 de 51 instituições consultadas). Mas vem crescente a parcela que duvida que o Copom consiga parar por aí.

... Das 50 casas que responderam sobre o a Selic no fim do ciclo, 31 (62%) estimaram juro terminal de 13,75%, contra 17 (34%) que projetam taxa de 14% ou mais. Na última pesquisa, só uma de 30 casas esperava Selic acima de 13,75%.

... Fecharam nas mínimas o DI jan/23, a 13,830% (de 13,887% na 4ªF) e jan/25, 12,840% (de 13,065%). Jan/24 foi a 13,500% (de 13,681%); jan/27, 12,760 (de 12,960%); jan/29, 12,890 (de 13,090%); e jan/31, 12,950% (de 13,160%).

I LOVE NY – Tecnicamente, os EUA já estão em recessão, com dois trimestres seguidos de queda do PIB (-0,9% no 2Tri e -1,6% no 1Tri). Nem por isso, Wall Street pausou a euforia, porque só pensa no Fed mais dovish, se é que ele virá.

... Na ferramenta do CME, a probabilidade de que a dosagem do aperto monetário seja reduzida para 50 pontos-base no encontro de setembro subiu pelo segundo dia consecutivo, de 72% com a falta de Powell na 4ªF para 77% ontem.

... Foi notada também uma mudança de sentimento para a reunião do Fed em julho do ano que vem, último período monitorado pelo CME. Caiu à metade (16,5%) a chance de que o juro esteja no período em nível superior a 3,25%.

... Washington politiza o PIB e garante que a economia norte-americana não embarcou em um período recessivo. Para o presidente Biden, as "taxas recordes" de investimento e o "forte" mercado de trabalho "não soam como recessão".

... Também Yellen (Tesouro) evoca o quadro da mão-de-obra (a taxa de desemprego não sai dos 3,6% há meses) para argumentar sobre a força dos EUA. Mantém ainda a confiança de que a inflação vai moderar “no futuro próximo”.

... Uma corrente do mercado também está achando que a situação favorável do mercado de trabalho nos EUA pode adiar um pouso forçado, segundo o Broadcast. Para os menos otimistas, porém, uma recessão é inevitável.

... "As autoridades dirão que esta não é uma recessão 'real', mas com o aperto nos orçamentos das famílias se intensificando, será apenas uma questão de tempo", diz o economista-chefe internacional do ING, James Knightley.

... Essa semana, o Citi passou a prever que os EUA entrem em recessão em 2023. Antes dele, o BofA já admitia leve queda do PIB no cenário base, mas para este ano. Para o Wells Fargo, a recessão virá, mas não até o início de 2023.

... Craque em conduzir as expectativas, Powell tem confirmado sua habilidade e viu as bolsas em NY ampliarem o otimismo ontem: Dow Jones, +1,03% (32.529,63 pontos); S&P 500, +1,21% (4.072,43); e Nasdaq, +1,08% (12.162,59).

... Os rendimentos dos Treasuries aprofundaram as quedas, consolidando a sensação de que o PIB fraco contrata menos juros: Note de 2 anos pagou 2,875%, de 2,980% na véspera, e o título de 10 anos, 2,676%, contra 2,786%.

... O dólar operou com leve viés de queda e tem gente achando que vai logo recuperar seu status de hedge, porque é cedo ainda para saber se o Fed se tornará menos hawkish. Além disso, a crise energética na Europa segue no radar.

... O DXY, que mede o dólar contra outras seis moedas fortes, já fechou praticamente estável (-0,09%), a 106,351 pontos. O euro caiu 0,13%, a US$ 1,0187, a libra esterlina se manteve em US$ 1,2165 e o iene subiu a 134,30/US$.

... O peso argentino (131,168/US$) sofreu com os relatos de troca no ministério da Economia, confirmada ontem à noite. Sergio Massa, atual presidente da Câmara, substituirá Silvina Batakis, que não ficou nem um mês no cargo.

EM TEMPO...

▪️MULTIPLAN lucrou R$ 172,551 milhões no 2TRI, alta de 84% sobre o 2TRI21; Ebitda somou R$ 287,585 milhões, crescimento de 61,3% na mesma comparação; receita líquida subiu 58,4%, para R$ 436,565 milhões.

▪️ECORODOVIAS registrou prejuízo recorrente de R$ 10 milhões no 2TRI, ante lucro de R$ 129 milhões no mesmo período de 2021; Ebitda ajustado somou R$ 463 milhões, queda de 18,8% na comparação anual.

▪️CCR celebrou termo aditivo e modificativo a contrato de concessão para que controlada SPVias assuma execução dos novos investimentos referentes à obra de prolongamento da duplicação de trecho urbano do município de Itapeva.

▪️ITAÚSA aprovou a emissão de R$ 3,5 bilhões em debêntures; segundo a companhia, recursos serão usados para o pagamento da compra de parte da CCR e para reforço de caixa.

▪️JBS informou que antecipou o pagamento de US$ 500 milhões do Term Loan B captado pela JBS EUA, reduzindo o montante total de cerca de US$ 1,8 bilhão para US$ 1,3 bilhão.

▪️HYPERA. Lucro de operações continuadas chegou a R$ 455,5 milhões no 2TRI, queda de 5% na comparação anual; Ebitda das operações continuadas foi de R$ 683,3 milhões, alta de 15,4% em relação ao mesmo período de 2021.

▪️VULCABRAS registrou lucro líquido de R$ 103,7 milhões no 2TRI, alta de 13,4% na comparação anual; receita somou R$ 656,8 milhões, aumento de 64,4% em relação ao mesmo período de 2021.

▪️ISA CTEEP registrou lucro líquido de R$ 74,1 milhões no 2TRI, queda de 70,1% na comparação anual; Ebitda somou R$ 555 milhões, recuo de 12% em relação ao mesmo período de 2021.

▪️EQUATORIAL. Volume de energia injetada na rede subiu 0,8% no 2TRI na comparação anual, para 10.701 GWh.

▪️CEEE-G. Governo do RS tenta vender hoje a última estatal de energia do Estado, por R$ 836,9 milhões...

... No mercado, especula-se que há duas propostas pelos ativos de geração hídrica, sendo uma da Auren (antiga Cesp) e outra da CSN, que entrará sozinha no certame, após a francesa EDF desistir do negócio.

AOS ASSINANTES DO BDM, BOM DIA E BONS NEGÓCIOS!

*com a colaboração da equipe do BDM Online

Opmerkingen


bottom of page