top of page
  • Foto do escritoriZZi-Bot

šŸ‡§šŸ‡· Equipe econĆ“mica trabalha para impacto fiscal de medidas nĆ£o ultrapassar R$ 50 bilhƵes

A equipe econĆ“mica trabalha para que o impacto fiscal das medidas em elaboraĆ§Ć£o pelo governo federal fique em torno de R$ 50 bilhƵes atĆ© o fim do ano, disse uma fonte ao Valor.

Entre as medidas estĆ£o o aumento do AuxĆ­lio Brasil para R$ 600, auxĆ­lio de R$ 1 mil para caminhoneiros e dobrar o vale-gĆ”s. Segundo a fonte, Ć© possĆ­vel fazer todas as mudanƧas e nĆ£o estourar o limite estabelecido. Mas, para isso, seria necessĆ”rio substituir a compensaĆ§Ć£o da reduĆ§Ć£o da alĆ­quota de ICMS aos Estados, presente na PEC 16, pelo aumento do AuxĆ­lio Brasil. Assim, R$ 29 bilhƵes seriam direcionados Ć  compensaĆ§Ć£o aos Estados ou para o aumento do AuxĆ­lio Brasil e R$ 4 bilhƵes para dobrar o vale-gĆ”s e implantar o auxĆ­lio aos caminhoneiros.

Esse montante (R$ 33 bilhƵes) ficaria fora do teto de gastos. JĆ” outros R$ 16,8 bilhƵes dizem respeito ao corte do PIS/Cofins e da Cide sobre gasolina e etanol. Por ser uma renĆŗncia de receitas, esse montante de quase R$ 17 bilhƵes Ć© irrelevante para o teto de gastos.

Comments


bottom of page